domingo, 12 de julho de 2009

17 - Sete, Oito


Empoleirada em antiga árvore a "Coruja"
Observa a mulher apaixonada e sonhadora
Anotar no Caderno de Páginas Amareladas
Suas Idéias, Alegrias, tristezas e desilusões.
Em uma noite Sem Lua a mulher escreve poemas
De amargura, tristeza, consolação.
O tempo passa e ela cria um lugar para guardar
Presentes, Carinhos, Esperança
E outro depósito para transcrever o que mais gosta
Sem problemas, confusões ou autorizações
As alheias lembranças.
Mas há o lado escuro
Ao qual se volta de quando em quando
E precisa ser explorado.
Em processo de semente, um canto (ou dois)
Que aguardam geminação
Em lugar obscuro...

Ofertado a Phantom Lady


Imagem: Google Images

2 comentários:

Giane disse...

A resposta a sua pergunta, Amiga-Irmã.
Não peça maiores esclarecimentos...;)

Beijos mil!!!

Phantom Lady disse...

hahahaha

Brigada pela resposta ^^

Tudo está claro que nem leite de camelo (tirei essa de um livro, admito) ^^

Bjuxxxxx

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails